As drogas apreendidas pela Polícia Civil iriam abastecer dez pontos de venda na região

A Polícia Civil desarticulou nessa quinta-feira (29), em Dois Córregos, uma organização criminosa que explorava pelo menos dez pontos de venda de drogas na região. Com os cinco presos, entre eles o homem apontado como líder do grupo, a polícia apreendeu cerca de 43 quilos de droga, entre maconha, cocaína e crack.

A chamada "Operação Sertanejo" contou com a participação de 20 policiais civis, incluindo equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Jaú e delegacia de Dois Córregos.

Segundo o delegado Marcelo Aparecido Tomaz Goes, titular da DIG de Jaú, após cerca de três meses de investigação, a Polícia Civil descobriu que grupo chefiado por P.D.N.B., 25 anos, comandava há anos a venda de drogas em Dois Córregos, Jaú e outras cidades da região.

Na tarde dessa quinta (29), a polícia realizou buscas em um imóvel alugado onde o entorpecente ficaria escondido, localizado na avenida Guarani, na vila Coradi. Os três homens que estavam no local conseguiram fugir, mas deixaram para trás uma grande quantidade de drogas.

No total, foram apreendidos 45 tijolos de maconha, que pesaram 40 quilos, tijolo de cocaína pesando 1,1 quilo, 1.844 pinos com a droga, no total de 1,6 quilo, um tijolo e seis pedras grandes de crack, pesando 255 gramas, duas balanças de precisão e 437 pinos vazios.

MAIS DROGA

Em outro endereço, na rua XV de novembro, as equipes prenderam D.N.S., de 19 anos, e L.A.T., de 21 anos, com 22 pinos de cocaína, além de 63 pedras pequenas e duas pedras maiores de crack.

Durante as buscas, a polícia localizou e prendeu ainda o chefe da organização, P.D.N.B., e outros dois membros - J.A.M.B., de 19 anos, e D.F.N.S., de 21 anos.

Segundo o delegado, J.A.M.B. é um dos que fugiu do local onde estava escondida a maior parte da droga. Todos eles foram autuados em flagrante por organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Os cinco homens ficarão presos na Cadeia Pública de Barra Bonita aguardando a audiência de custódia, onde poderão ter o flagrante convertido em prisão preventiva. (Jcnet)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração